2

A Ratoeira

             Um rato, olhando pelo buraco na parede, vê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote. Pensou logo no tipo de comida que poderia haver ali. Ao descobrir que era uma ratoeira ficou aterrorizado.
             Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos – Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa! A galinha, então, disse:
           - Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que isso seja um grande problema para o senhor, mas não me incomoda.
           O rato foi até o porco e lhe disse:
          - Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira!
          - Desculpe-me Sr. Rato, disse o porco, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser rezar. Fique tranquilo que o senhor será lembrado nas minhas preces.
          O rato dirigiu-se então à vaca. Ela lhe disse:
         - O que Sr. Rato? Uma ratoeira? Por acaso estou em perigo? Acho que não!
         Então o rato voltou para a casa, cabisbaixo e abatido, para encarar a ratoeira do fazendeiro.
         Naquela noite ouviu-se um barulho, como o de uma ratoeira pegando sua ví­tima. A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia caído na ratoeira. No escuro, ela não viu que a ratoeira havia prendido a cauda de uma cobra venenosa. E a cobra picou a mulher… O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre. Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja de galinha.
         O fazendeiro pegou seu cutelo (pequeno facão) e foi providenciar o ingrediente principal. Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la. Para alimentá-los o fazendeiro matou o porco.
        A mulher não melhorou e acabou morrendo. Muita gente veio para o funeral.
        O fazendeiro então sacrificou a vaca, para alimentar todo aquele povo.
        Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito, lembre-se que, quando há uma ratoeira na casa, toda a fazenda corre risco.

‘O problema de um é problema de todos quando convivemos em equipe’

O sucesso de qualquer negócio depende de todos nós.

 Regras para um bom trabalho em equipe:

1ª) Tenha paciência: Este espaço foi criado para atender a todos que nos procuram, principalmente crianças e jovens com os mais variados tipos de dificuldades. Procure inteira-se sobre cada uma delas, pergunte, pesquise, pois desta forma seus atendimentos ficarão cada vez melhores.

2ª) Mantenha uma postura participativa e solidária: Procure dar o seu melhor, ajudando a todos quando necessário.

3ª) Planejamento é essencial: Nosso trabalho deve ser diferenciado. Desta maneira crie atividades atrativas e que chamem a atenção de seus alunos. Estes encontros devem ser agradáveis e produtivos.

4ª) Limpeza e Organização: Procure deixar sua mesa de atendimento arrumada. Desligue a luz, o ventilador, feche a janela. Seja mais um a cuidar do espaço. Lembre-se: se estava organizado procure deixar do jeito que encontrou.

5ª) Postura frente ao aluno: Seja gentil, mas deixe claro que você é a autoridade. Respeito sempre…

6ª) Volume de voz: Fale baixo…sempre! E na sala de espera procure cumprimentar a todos com Educação, sem envolvimentos, evitando fofocas e comentários desnecessários.

7ª) Aproveite e divirta-se: No final de tudo, trabalhar em equipe pode ser uma excelente oportunidade de aprender com seus colegas e conviver mais próximo a eles. Todos ganham com a experiência.

2 comentários:

Anynha disse...

Olá!
Vi te oferecer um selinho com muito carinho.
Passa lá no meu cantinho. Estou te esperando.
BJS!

Paula Andreia Viana Silva Silva disse...

Gostei muito!!!Parabéns por socializar textos interessantes.

Postar um comentário

EU AMO CACHORROS

EU AMO CACHORROS
MINHA FILHOTA BABY

Visitas Recentes